Busca | Cadastre-se | Como Anunciar 
   
 CLASSIFICADOS
  
 Neg. & Oport.
   Empresas
   Equipamentos
   Serviços
   Outros
  
 Vagas
   Banho&Tosa
   Veterinária
   Comerc/Vendas
   Adm
   Canil/Pass/Hot
   Motorista
   Outros
  
 Candidatos
   Banho&Tosa
   Veterinária
   Comerc/Vendas
   Adm
   Canil/Pass/Hot
   Motorista
   Outros
  
 Cursos
  
 Vendo
  
 Doa-se
  
  
 GUIA EMPRESAS
 Adestradores
 Aquários
 Associações
 Atacadistas
 Aviculturas
 Banho e Tosa
 Canis
 Clínicas
 Consultorias
 Criadores
   Aves
   Roedores
   Reptil/Anfíbio
   Primatas
 Distribuidores
 DogSitter
 Entidades
 Fabricantes
 Gatis
 Hotéis
 Informática
 Laboratórios
 Padarias
 Passeadores
 PetShops
 Rações
 Representantes
 Serviços
 TaxiDog
  
 Lançamentos
 Reportagens
 Consultoria
 Dicas
 Veterinários
 Eventos
 Legislação
  
 Agility
 Raças
 Meu amigo Pet
 Pássaros
  
 PROMOÇÕES
 Busca
 Cadastre-se
 Como Anunciar
 Contato
  

   

AMERICAN BULLDOG

DE ONDE VEM ESSE CÃO? 

pic01O American Bulldog (bulldog americano) - AB - originou-se a partir do bulldog antigo, na Inglaterra, no século XVII. Entretanto, enquanto na Inglaterra o valente bulldog foi "aperfeiçoado" até tomar a forma e atitude do bulldog inglês atual (pequeno, preguiçoso e "imprestável"), os bulldogs que foram enviados para os EUA naquela época mantiveram a sua característica de cão de combate a animais selvagens, trabalho e proteção. São esses o que chamamos hoje de Bulldog Americano.

Nesse século coube ao Sr Johnson, através de um trabalho pioneiro de pacientemente procurar pelas fazendas afastadas do estado da Georgia representantes do bulldog original, de salvar e apurar a raça até o padrão atual. Atualmente a raça é bastante difundida nos EUA, onde o cão continua a ser usado, entre outras coisas, para caça de animais selvagens de grande porte, e para o trabalho nas fazendas. No Brasil é uma raça relativamente nova, com os primeiros cães sendo introduzidos a pouco mais de 10 anos. 

UM CÃO DE TRABALHO: ESSE O PADRÃO DO AB!

Por ser uma raça de trabalho, os ABs são muito mais caracterizados pelos seus aspectos de trabalho e temperamento, do que por questões de estética. Assim, vários tamanhos, colorações e aspectos são permitidos pelas associações americanas onde a raça é reconhecida. Em resumo, trata-se de uma raça de grande porte, que necessariamente deve passar a impressão de um cão alerta e poderoso, com peito amplo e cabeça grande e pesada, observando-se a proporção com o tamanho do corpo. O focinho deve ser quadrado e relativamente curto (de 2 a 4 polegadas), e as pernas são fortes, com ossatura pesada e musculosas. As cores aceitáveis são o branco (preferível), o branco e tigrado, e o branco e marrom. Cães totalmente coloridos não são aceitos, assim como cães com "jarrete" e cães com cabeça pequena (em relação ao corpo). Mesmo em cães brancos, a ponta do focinho (nariz) necessariamente deve ser preta. (Para mais detalhes sobre o padrão do AB, veja o site http://www.terra2.com/ab/padrao_ab.htm).

O "OBA-OBA" DAS LINHAGENS DISPONÍVEIS - JOHNSON, SCOTT E OUTRAS MAIS 

Existe toda uma crescente discussão sobre a questão das linhagens disponíveis na raça. Fala-se em linhagem Johnson, Scott, Painter, Haines, etc  geralmente referindo-se à pessoa que deu origem à linhagem. 
Em geral os cães de linhagem Scott (veja foto à direita) são menores, mais ansiosos, mais agressivos (especialmente com outros cães) e mais atléticos. Os cães da linhagem Johnson (veja foto à esquerda) são maiores, mais fortes, mais imponentes e mais calmos. Trata-se da única linhagem completamente preservada dentro da raça, e por isso a mais preferida. As linhagens restantes são consideradas híbridas, geralmente misturas das duas anteriores, e ainda a infusão controversa de sangue de outras raças, tais como PitBull e São Bernardo. Em resumo a melhor opção são os cães Johnson. Sugere-se não adquirir cães que não sejam NO MÍNIMO 5/8 Johnson.
(Note que todas as informações discutidas nessa página referem-se a cães de linhagem Johnson.)

ALGUMAS CURIOSIDADES SOBRE A RAÇA

  • O recorde mundial de peso (puxar-carroças) foi batido por um AB chamado BamBam, que conseguiu puxar sozinho cerca de 2500 Kg. Nenhuma outra raça jamais chegou nem perto disso.
    .
  • Com seus músculos traseiros super desenvolvidos, ABs bem treinados chegam facilmente a pular a altura de 2 metros!
    .
  • ABs são ainda utilizados nos EUA com grande sucesso na caça de porcos e outros animais selvagens.
    .
  • ABs latem muito pouco! Se você tem um visinho que não gosta de latidos de cães, então o AB é o cão que precisava. Na maioria das vezes ele irá latir apenas em casos extremos, onde existe de fato algum perigo envolvido, ou algo de estranho no seu território.

UM ÓTIMO GUARDIÃO, UM EXCELENTE COMPANHEIRO: O MELHOR AMIGO DO HOMEM, DE FATO!

É provável que não exista outra raça que coloque mais medo a um estranho que o Bulldog Americano. A primeira impressão que se tem é que se trata de um PitBull gigantesco. Isso por si só já se encarrega de manter afastados potencias mal feitores. As aparências, porém, enganam. Para surpresa de muitos, trata-se de uma raça de excelente índole! Apesar de estar pronto a defender os membros da sua família, e o seu terreno, o cão raramente irá atacar estranhos, especialmente na presença do dono. Se for corretamente familiarizado enquanto filhote, e receber treinamento de obediência básica (OBRIGATÓRIO para cães dessa raça), você terá muito provavelmente o melhor cão da sua vida. Pelo menos é o que todos os donos de AB dizem!

Fortemente apegado à família, ele tentará de tudo para estar SEMPRE por perto, seja enquanto você trabalha no jardim cuidando das plantas, ou simplesmente relaxando ao seu lado enquanto você assiste seu programa de TV favorito. Em resumo, felicidade para um AB é estar ao seu lado! No que diz respeito a outros cães, contudo, a história é um pouco diferente. Em geral, a não ser que o "outro" cão tenha sido criado desde filhote com o seu AB, ele dificilmente o irá aceitar no "bando".

ABs e crianças - Os AB adoram as crianças. Apesar disso, e por serem grandes (pesados) e desajeitados, eles podem facilmente machucar uma criança pequena com um pulo ou algo do tipo. É assim fortemente recomendável que um adulto esteja sempre por perto quando houverem crianças perto do seu AB, especialmente no caso de crianças estranhas e ansiosas.

QUESTÕES DE SAÚDE

Trata-se de um cão resistente, com poucos problemas de saúde. Mas nem tudo são flores. Talvez o maior drama vivido pela raça, responsabilidade direta de criadores desinformados ou simplesmente de índole duvidosa, é o problema da displasia da bacia coxo-femural, que assola de forma cruel os cães dessa raça. Para saber mais sobre o problema, visite o site http://www.terra2.com/ab/displasia.htm (De forma breve a displasia trata-se de um problema de natureza genética, responsável pela má formação da articulação da bacia coxo-femural, e que pode, em alguns casos, causar grande sofrimento e problemas de locomoção aos animais).

Nos EUA existe atualmente todo um trabalho sendo feito no sentido de livrar os cães desse mal. No Brasil o mesmo trabalho já começa a ser feito, mas o engajamento dos principais criadores ainda deixa a desejar. Isso porquê a única forma de erradicar o mal é NÃO cruzar animais portadores do mal. E isso passa, muitas vezes, pela necessidade de castração de animais campeões, nos quais grandes quantias foram investidas. A dica para quem quer adquirir um AB é certificar-se se os pais dos filhotes são certificados quanto a displasia.

Rosealle Brazil
(Real ABs do Brazil)

O conteúdo desta página é de responsabilidade de
Claudiano Sales de Araújo Júnior, PhD
Proprietário do canil Real Johnson American Bulldogs do Brasil.
abs@terra2.com
http://www.terra2.com/ab.

Rebel Rouiser 28

Rebel Rousier 28 ("Amos")
(Mancera Bulldogs)